O MITO DO CARBOIDRATO

 

Hoje, mais do que nunca, o assunto “queimar gordura” chama a atenção de um número cada vez maior de pessoas. Produtos ou dietas milagrosas estão em todos os lugares como televisão, em revistas ou livros. Entretanto, a obesidade cresce de forma assustadora tanto nos países desenvolvidos como nos subdesenvolvidos.

👤 Qual é a solução?

💪 Para se conseguir a diminuição da massa adiposa são necessárias várias mudanças no estilo de vida para sempre. Esqueçam dieta ou qualquer outro regime alimentar, todos devem conhecer pessoas que vivem atrás disso e nunca conseguem chegar no objetivo almejado. Para um novo estilo de vida as pessoas deveriam abolir o leite e derivados, glúten, açúcar e óleos vegetais. A sensação é tão boa e o emagrecimento é tão rápido que ficará difícil desejar voltar aos erros do passado.
Superado os ítens principais acima, deve-se viver algum tempo em balanço energético negativo, condição na qual o gasto energético supera o consumo de energia. É comer menos do que se gasta. 

👤 Mas como vou saber quanto eu gasto de calorias em um dia?

💪 Uma conta muito simples, é multiplicar o seu peso por 24(homens), ou por 20(mulheres). O resultado é seu gasto energético de repouso, ou seja, quanto você gasta sem fazer nada o dia todo. Se você treina, basta somar a quantidade de calorias gastas na sala de musculação, algo em torno de 500 calorias. Sua dieta deve ter menos calorias que seu gasto diário. Consulte um nutricionista esportivo para compor os alimentos.

👉 O gasto energético é influenciado por três componentes: taxa metabólica basal(repouso), gasto energético com exercício físico, e a energia gasta com o efeito térmico dos alimentos. A taxa metabólica basal depende da idade, sexo, quantidade de massa corporal(quanto mais músculo, maior a queima de gordura em repouso), freqüência cardíaca e níveis plasmáticos de insulina, sendo influenciada principalmente pela massa magra. Já a energia gasta com a atividade física depende da intensidade e da duração desta, correspondendo ao maior índice sobre o gasto energético humano. 

👍 O efeito térmico do alimento deve-se principalmente aos processos de digestão, absorção e assimilação de nutrientes, e representa, para uma pessoa ativa, menos de 10% do gasto energético diário. A proteína tem efeito térmico maior, por isso atletas de musculação que ingerem alta quantidade de proteínas possuem uma pequena vantagem na perda de gordura. 

🍕 🍎 🍅 O carboidrato possui alguns aspectos negativos por causa da liberação acentuada de insulina após seu consumo, interrompendo instantaneamente os fatores de crescimento responsáveis por promover saúde e longevidade. Além da saúde, tanto as frutas quanto o pão de manhã impedem a oxidação da gordura por causa da liberação da insulina. Quando houver insulina, VOCÊS NÃO PERDERÃO GORDURA. 

🌾 🍞 A questão polêmica é a retirada parcial/total do carboidrato da dieta. 

👉 Na teoria antiga o carboidrato reduz o cortisol após o treino, hormônio que destrói a massa muscular quanto elevado bruscamente em um treino de alta intensidade. Porém, o cortisol não é somente ruim. Ele faz a gente acordar com disposição de manhã, portanto, comer carboidratos no café da manhã abaixa o cortisol e atrapalha o rendimento no treino e no trabalho. 

😓 Como dissemos em postagens anteriores: o tempo foi passando, a ciência evoluiu, existem outras substâncias diferentes de carboidratos que também abaixam o cortisol após o treino, como a creatina. 
Quando não se usa carboidratos imediatamente após o treino, nossos fatores de crescimento se mantém elevados, o que é essencial para a saúde.

Veja a lista dos fatores de crescimento produzidos na ausência do carboidrato. 👇
🚩 SOMATOMEDINAS (IGF-1 / IGF-2)
🚩 FATOR DE CRESCIMENTO DERIVADO DE PLAQUETA (PDGF)
🚩 FATOR DE CRESCIMENTO VASCULAR ENDOTELIAL (VEGF)
🚩 FATOR DE CRESCIMENTO DE EPIDERME (EGF)
🚩 FATOR DE CRESCIMENTO TRANSFORMADOR ALFA (TGF-ALFA)
🚩 FATOR DE CRESCIMENTO DERIVADO MAMÁRIO II (MDGF II)
🚩 FATOR DE CRESCIMENTO DE LEITE HUMANO (HMGF)
🚩 FATOR DE CRESCIMENTO TRANSFORMADOR BETA (TGF-BETA)
🚩 FATOR DE INIBIÇÃO DE LEUCEMIA (CDF / LIF)
🚩 FATOR DE CRESCIMENTO NERVOSO (NGF)
🚩 FATOR DE CRESCIMENTO DE FIBROBLASTOS ÁCIDO (a-FGF)
🚩 ENDOTELINAS 1 / 2 / 3
🚩 MOLÉCULA ASSOCIADA AO CRESCIMENTO LIGADA À HEPARINA (HB-GAM) 
🚩 PROSTAGLANDINA 2 ALFA (PGF 2)
🚩 FATOR NEUTRÓFICO DERIVADO CEREBRAL (BNDF)
🚩 FATOR NEUTRÓFICO CILIAR (CNTF)
🚩 NEUROTROFINAS (NT1 – NT2 – NT3 – NT4 – NT5)
🚩 BETA S-100 

🏆 Por estratégia usamos carboidratos apenas duas horas após o treino, quando esses fatores de crescimento acima se encontram baixos. 
Sabemos que existem muitos outros modos de se conseguir resultados, mas preferimos liberar insulina somente nesse período. Sejam livres para buscar a teoria que acharem melhor.

DÚVIDAS?

ENTRE EM CONTATO

Entrar em contato

Av. Comendador Antônio Stocco, 155

 Parque Joaquim Lopes, Catanduva - SP

 

Segunda à Sexta 06:00 - 21:00

Sábado 09:00 - 12:00

Contato

17 3525-2509

17 98136-0006